Mário Rui Santos
hipnoterapia e aconselhamento terapêutico

= = =
Metodologia e requisitos

A cada paciente é feita, quando possível, uma entrevista telefónica de triagem e posteriormente um questionário que visa recolher informação de base sobre : dados pessoais, dados clínicos de importância, motivação pessoal e questões pessoais sobre a hipnose.

A primeira sessão é acima de tudo uma sessão de conhecimento mútuo, de análise da situação que se pretende trabalhar, de esclarecer as questões relativas à hipnose, realização de alguns exercícios de relaxamento, eventual ensino de auto-hipnose e discussão da estratégia a seguir.

Também uma perspectiva sobre o número de sessões necessárias (ou não) será avançada nessa primeira sessão.
No entanto, quem procura este tipo de abordagem deverá contar sempre com um número mínimo incial de sessões entre as três e quatro sessões, cujo intervalo em dias é proposto pelo terapeuta.

Algumas pessoas questionam-me sobre a possibilidade de se fazerem acompanhar por alguém - não é uma situação com a qual eu concorde habitualmente, mas sei que todos necessitamos de nos sentir calmos e
seguros com o ambiente, com o método e com o facilitador.
Por isso, pontualmente, concordo
com a presença de outra pessoa na primeira sessão.

A indivíduos que estejam a ser medicados com ansíoliticos, anti-depressivos e outros fármacos similares
poderá ser recomendada a não participação nestas sessões.

Cada sessão tem uma duração média estimada de 60 a 90 minutos, dependendo das situações específicas que se pretendem trabalhar.


Nota importante: Traga roupa e calçado confortável para as sessões. O seu conforto físico é fundamental para o bom desenvolvimento dos trabalhos em cada sessão.


= = =
A hipnose clínica/hipnoterapia não é uma técnica mágica ou esotérica que resolva ou "cure" questões de uma forma isolada.
Esta abordagem terapêutica
fornece ao paciente um conjunto de técnicas que contribuem para que este mobilize todos os seus recursos interiores, em favor da alteração de um sintoma ou controlo de uma determinada situação.

Antes de recorrer à hipnose clínica/hipnoterapia deverá consultar o seu médico de forma a obter um diagnóstico ou despiste de causas fisiológicas do seu sintoma.

A hipnose não é uma cura mágica e só é eficaz se o indivíduo quiser realmente alterar os seus comportamentos e envolver-se no processo.

Para além da vontade, também o respeito do indivíduo pelas recomendações do terapeuta ao efectuar o "trabalho de casa", os respectivos exercícios de relaxamento ou de visualização, são fundamentais
para a eficácia desta abordagem.
.


Lisboa ~ Porto ~ Leiria ~ Aveiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


página inicial
~ nota biográfica ~ artigos e entrevistas ~ indicações e aplicações ~ cursos, workshops e palestras
locais de consulta, contactos e preços
= = =
e: mrs@marioruisantos.net ~ tmvl: 964 596 010